Arquivo da categoria: Uncategorized

Advogado faz reflexão sobre a influência da mídia nas decisões da Justiça

O conteúdo publicado pelo advogado Carlos Rebouças, no Facebook, é reproduzido a seguir:

“Quem é criminoso? Quem decide isso? A mídia? O magistrado? O promotor de acusação? Com certeza nenhum desses tem essa prerrogativa.
Expor o pensamento é livre, desde que dentro dos limites da lei, já, fazer juízo de valor não é papel se quer do delegado que presidiu o inquérito, muito menos de qualquer pessoa que não faça parte do corpo de jurados. 
O devido processo legal existe para que não ocorra o mesmo da época medieval, onde a acusação era já uma condenação. Coisa que para nossa grande tristeza tem ocorrido no Brasil, mormente em casos com cobertura midiática. o resultados já conhecemos, são julgamentos errôneos, com desproporção entre crime e punição, isso quando o envolvimento da imprensa não é tão incisivo que acaba tornando impossível um julgamento justo e outras vezes impossibilitar até que se chegue ao que todo processo penal busca, que é a Verdade Real.  Continuar lendo

O fim da privacidade – O Ciberespaço

Uma das transformações radicais que a internet e seus subprodutos têm operado na maneira como as pessoas vivem e se relacionam se refere a um valor cultural que se estabeleceu por pelo menos dois séculos na maior parte das sociedades do mundo ocidental: o direito à privacidade.

As empresas que exploram o ciberespaço obtêm vantagens para ampliar seu faturamento em relação diretamente proporcional à sua capacidade de invadir a privacidade do maior número possível de pessoas, de modo a poder conhecer seus hábitos e lhes oferecer produtos. Continuar lendo

A Música e a Internet

Música na nuvem

É assustador e revolucionário o poder que as novas mídias vêm dando aos “pequenos” músicos no país, àqueles que até pouco tempo achavam impossível divulgar seu videoclipe, sua música, sua arte para o mundo. Essas mesmas pessoas quase não tinham voz diante do gigante universo das celebridades, das grandes indústrias fonográficas. Embora contassem com um Youtube sempre de portas abertas para os Up’s, mesmo assim a divulgação não caminhava tão a contento. Continuar lendo

Da voz passiva para a voz ativa – O sujeito atual da sociedade virtual

O século é da interatividade

Quando falamos que a comunicação está passando por um momento de reformulação e por um processo de reinvento constante, não estamos sendo otimistas o suficiente. Acredito que a explosão da comunicação ainda nem começou. Ainda está como aquele vulcão que fumaça, expele cinzas, mas não entra em erupção.  E alguns de nós, seres passivos, ainda agimos como se tudo circundasse uma utopia que se realiza diariamente, o que, decerto deixa de ser coisa utópica e aos poucos se torna realidade. Porém, se examinarmos o modo e a forma em que os meios pelos quais recebemos as informações diariamente e se medirmos o impacto que eles provocam no nosso dia a dia, veremos o que mudou… E o que não mudou vai mudar a partir de agora, esse agora que começou ontem, meses, poucos anos atrás. Continuar lendo