Recrutamento 2.0 – Redes Sociais podem fazer parte do seu currículo

Já pensou em conseguir aquela vaga de emprego através das redes sociais?

Poisé! Isso não é mais coisa de outro mundo, atualmente é bastante comum os empregadores estarem de olho nos perfis que circulam pelo Facebook, LinkedIn e Twitter. Eu mesma já consegui um trabalho através do Facebook, e é por isso que prezo tanto o poder que essas mídias têm.

Para conseguir um trabalho, estágio ou oportunidade de trainee através dessas ferramentas, é preciso que se tenha uma “bio” clara, informando, de forma sucinta, qual sua área de trabalho e pretensões. Também deve haver o cuidado com o que você compartilha. Além dos gostos pessoais, os avaliadores costumam checar as redes sociais para conhecer as atividades e contatos relacionados à carreira que o candidato mantém. Continuar lendo

Horários nobres do Twitter no Brasil

O Scup traz novos números em relação a movimentação do Twitter no ano de 2012.  Os dados foram totalizados de acordo com informações de 2011, ano em que foram enviados 36 milhões de tweets somente no Brasil.

A pesquisa apontou que o dia mais movimentado no Twitter é quinta-feira, seguido da quarta-feira que também apresentou um número grande de participação dos tuiteiros. O horário mais frequentado é entre 14 e 22 horas, já no final de semana, o tráfego é maior entre 20 e 22 horas.

Confira as informações detalhadas no infográfico:

Continuar lendo

[E-commerce]: O mercado se adéqua e os e-consumidores aprovam as inovações


No início do século XVI, a prática do comércio se realizava por meio de trocas de mercadorias. Começou pelos índios que trabalhavam de forma escrava para os portugueses e em troca disso recebiam utensílios tais como espelhos, chocalhos e apitos, enquanto eles, os portugueses, se beneficiavam do nosso pau-brasil que os indígenas carregavam nas costas. Esse método foi bastante aplicado, um tempo depois funcionava mais por questão de necessidade do que exploração. Aquele pescador que só tinha o peixe trocava parte de seus pescados com plantadores de feijão, verduras, leguminosas e assim por diante. Continuar lendo

Advogado faz reflexão sobre a influência da mídia nas decisões da Justiça

O conteúdo publicado pelo advogado Carlos Rebouças, no Facebook, é reproduzido a seguir:

“Quem é criminoso? Quem decide isso? A mídia? O magistrado? O promotor de acusação? Com certeza nenhum desses tem essa prerrogativa.
Expor o pensamento é livre, desde que dentro dos limites da lei, já, fazer juízo de valor não é papel se quer do delegado que presidiu o inquérito, muito menos de qualquer pessoa que não faça parte do corpo de jurados. 
O devido processo legal existe para que não ocorra o mesmo da época medieval, onde a acusação era já uma condenação. Coisa que para nossa grande tristeza tem ocorrido no Brasil, mormente em casos com cobertura midiática. o resultados já conhecemos, são julgamentos errôneos, com desproporção entre crime e punição, isso quando o envolvimento da imprensa não é tão incisivo que acaba tornando impossível um julgamento justo e outras vezes impossibilitar até que se chegue ao que todo processo penal busca, que é a Verdade Real.  Continuar lendo

Mais livros gratuitos para download

O portal Tecno@rte news divulgou nesta quarta-feira (15), a sua Biblioteca Digital Artemída com uma série de títulos para download. Entre os temas, podemos encontrar: Artemídia, Cibercultura, Imagens do Corpo na Contemporaneidade, Vídeo e Imagem e Filosofia.

Aproveite e boa leitura!

Continuar lendo

GRÁTIS: 20 livros sobre Cinema Nacional para baixar +120 livros acadêmicos e 50 livros clássicos

Universia Brasil, maior rede Ibero-americana de colaboração universitária presente em 23 países, separou 50 obras clássicas de autores portugueses e brasileiros que estão disponíveis para download grátis através da biblioteca Domínio Público, do Ministério da Educação.

Continuar lendo

Com internet e renda, cresce opção por viver só

Houve época em que a ideia de viver sozinho provocava ansiedade e visões de solidão. Hoje, porém, as pessoas mais privilegiadas do mundo usam seus recursos para comprar privacidade e espaço pessoal.

Mais pessoas vivem sozinhas hoje que em qualquer outra época da história. Em Paris, a cidade dos amantes, mais de metade de todos os lares é composta por pessoas solteiras; em Estocolmo esse índice passa dos 60%.

A decisão de viver sozinho é comum em muitas culturas, sempre que é economicamente viável. Embora os americanos se orgulhem de sua autonomia e sua cultura do individualismo, Alemanha, França e Reino Unido possuem uma parcela maior de lares compostos de uma pessoa só que os EUA; o mesmo se aplica ao Japão. Três dos países em que a proporção de pessoas que vivem sozinhas está crescendo mais rapidamente -China, Índia e Brasil – estão entre os países cujas economias estão fazendo o mesmo. Continuar lendo